Kylie Jenner perde status de "bilionária" da Forbes por "mentiras"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de maio de 2020

Kylie em imagem meramente ilustrativa

A revista americana Forbes, famosa por divulgar anualmente sua lista de "mais ricos", anunciou no dia 29 passado que estava retirando o nome da modelo e empresária Kylie Jenner de sua "lista de bilionários". A revista tomou a decisão após saber que a modelo havia, ao menos, triplicado o valor de um negócio feito com a empresa de cosméticos Coty. "Com base nessas novas informações – mais o impacto da Covid-19 na indústria de beleza e nos gastos dos consumidores – a Forbes agora avalia que Kylie Jenner, mesmo depois de embolsar cerca de US$ 340 milhões após impostos da venda, não é bilionária", escreveu a revista na matéria em seu website.

A publicação também fez uma análise nada positiva sobre Kylie e sua família, conhecida no mundo das celebridades como "Família Kardashian-Jenner", a quem acusou de continuamente mentir para ter a atenção da imprensa e até para estar na lista de bilionários. "É claro que mentiras brancas, omissões e invenções são esperadas da família que aperfeiçoou – e depois monetizou – o conceito de “ser famoso por ser famoso”, mas, semelhante à obsessão de décadas de Donald Trump com seu patrimônio líquido, as distâncias incomuns que os Jenners estavam dispostos a percorrer – incluindo convidar a Forbes para suas mansões e escritórios da CPA e até criar declarações de impostos que provavelmente foram falsificadas – revelam apenas como alguns dos ultra-ricos estão desesperados para parecer ainda mais ricos", enfatizou a revista.

Já Kylie reagiu ontem em seu Twitter, escrevendo: “nunca pedi nenhum título ou tentei mentir minhas conquistas. NUNCA. Ponto final." Enquanto isto, seu advogado Michael Kump disse que “a acusação da Forbes de que Kylie apresentou ‘declarações fiscais falsas’ é inequivocamente mentira e estamos exigindo que a revista se retrate imediatamente e publicamente sobre essa e outras declarações”.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com