Justiça ouve em São Paulo testemunhas de Gushiken e Marcos Valério

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

2 de junho de 2009

São Paulo, SP, Brasil

Três testemunhas de defesa do ex-ministro Luiz Gushiken, que chefiou a Secretaria de Comunicação (Secom) do primeiro mandato do Governo Lula, e cinco do publicitário Marcos Valério estão sendo ouvidas nesta tarde (2) pelo juiz Márcio Catapani, da 2ª Vara Federal Criminal de São Paulo, no processo sobre o suposto esquema de pagamento de propinas a parlamentares em troca de apoio a iniciativas do governo no Congresso Nacional, que ficou conhecido como Mensalão. O processo tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) desde agosto de 2007.

Réu no processo, Gushiken é acusado de peculato. Suas testemunhas ouvidas hoje em São Paulo são João Roberto Vieira da Costa, Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho e Antônio Henrique da Cunha Bueno.

As testemunhas de defesa de Marcos Valério (também réu e acusado de corrupção ativa, peculato, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e evasão de divisas) são Eduardo Fischer, Sérgio Amado, Hiran Castelo Branco, Petrônio Corrêa e Anna Karen Moraes. Antônio Fadiga, também arrolado com testemunha de defesa, justificou à Justiça sua ausência. Paulo de Tarso não foi encontrado para ser notificado.

Fonte