Justiça brasileira concede benefício a seqüestradores de Washington Olivetto

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de dezembro de 2005

Brasil

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) do Brasil decidiu que os seqüestradores do publicitário Washington Olivetto têm direito ao benefício da progressão de regime, ou seja, após cumprir um sexto da pena eles passarão para o regime semi-aberto. Se a decisão do tribunal for cumprida, a partir de janeiro de 2007 os condenados terão o direito de passar o dia em liberdade, sendo obrigados a passar somente a noite na prisão.

Entre os seqüestradores beneficiados pela decisão da Justiça está o chileno Mauricio Hernández Norambuena, suposto autor intelectual do crime. Norambuena, integrante da Frente Patriótrica Manuel Rodriguez, tem duas condenações à prisão perpétua no Chile. Ele é acusado de participar do assassinato do senador chileno Jaime Guzmán e do seqüestro do empresário Cristián Edwards, filho do dono do jornal El Mercurio.

O empresário brasileiro Washington Olivetto foi seqüestrado pelo bando de Norambuena na noite de 11 de dezembro de 2001 depois de deixar sua agência, a W/Brasil. Ele foi libertado pela polícia 53 dias depois, em 2 de fevereiro de 2002, sem que tivesse havido o pagamento do resgate. Os policiais foram chamados por moradores vizinhos do cativeiro do empresário que conseguiram ouvi-lo gritar por socorro.

Fontes