Juan Guaidó denuncia invasão de sua casa por militares na Venezuela

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


31 de janeiro de 2019

Venezuela —

O presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino do país no último dia 23, denunciou hoje (31) a invasão de sua casa por militares.

Em sua conta pessoal no Twitter, ele afirma que a invasão foi promovida por agentes da Força de Ação Especial da Polícia Nacional Bolivariana (FAES).

Antecipando-se a futuros acontecimentos relacionados à mulher e à filha, Guaidó responsabilizou o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por qualquer ato que venha a ocorrer com sua família.

“Neste momento a FAES está na minha casa, da minha família. Eu torno o cidadão Nicolás Maduro responsável pela integridade da minha filha que está lá”, ressaltou Guaidó.

Há oito dias, Guaidó se autoproclamou o presidente interino da República da Venezuela. A iniciativa contou com o apoio de boa parte da comunidade internacional, inclusive do Brasil.

Nesta quinta-feira, o Parlamento Europeu reconheceu a legitimidade de Guaidó, o que foi destacado pelo venezuelano em suas redes sociais. “O Parlamento Europeu reconhece @jguaido como o legítimo presidente interino da Venezuela. Primeira instituição europeia a reconhecer”, disse o interino.

Guaidó disse que conversou com o presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, sobre parcerias com a Venezuela.

“Eu acabei de conversar com @EP_President. Hoje iniciamos processos de cooperação entre a Europa e a Venezuela, com vistas à proteção de bens e ajuda humanitária. Esperando pelos países da Europa.”

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati