Juan Guaidó: Maduro continua no poder "com fogo e sangue"

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de setembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, comparou Nicolás Maduro ao líder líbio Muammar al-Gaddafi na sexta-feira em entrevista ao Voz da América.

Guaidó alertou que um relatório da ONU, divulgado esta semana com depoimentos de mais de 200 pessoas, mostra que Maduro está disposto a aniquilar seus opositores para permanecer no poder.

O relatório afirma que as forças de segurança venezuelanas e grupos aliados cometeram violações dos direitos humanos que constituem crimes contra a humanidade.

O presidente do Parlamento venezuelano também disse que o governo de Maduro "permanece nessa posição a sangue e fogo, literalmente".

“Que opções temos então, entendendo que enfrentamos criminosos? Muito mais parecido hoje com Gaddafi, misturado com Pablo Escobar. Porque foi identificado como traficante de drogas e terrorismo, mas também por crimes contra a humanidade”, acrescentou, referindo-se ao traficante colombiano e ao líder líbio que governou seu país por 42 anos.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com