José Alencar passa bem após sofrer a 15ª cirurgia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

Brasil • 25 de julho de 2009

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Terminou ontem à noite (24), no Hospital Sírio-Libanês, a cirurgia de colostomia a que se submeteu o Presidente da República em exercício, José Alencar. Segundo o médico Raul Cutait, um dos responsáveis pela cirurgia, Alencar passa muito bem.

“Ele se comportou muito bem durante a cirurgia”, disse Cutait, ressaltando que Alencar não teve nenhum problema maior e está com todos os sinais vitais perfeitos, como se tivesse sido uma cirurgia menor. “Mais uma vez, ele foi um bravo e um forte.”

O médico explicou que a cirurgia foi necessária porque Alencar teve uma nova obstrução intestinal, desta vez no intestino grosso, próximo ao reto, numa região em que ainda existem alguns tumores e “é muito difícil de abordar”, e que teria riscos para ele.

Cutait disse ainda que Alencar ficará com a colostomia até que a equipe médica avalie o que pode ser feito com os tumores “lá em baixo”, que não foram retirados. A colostomia – procedimento no qual se faz uma abertura no abdômen para a drenagem das fezes – havia sido sugerida na cirurgia anterior, dia 9 deste mês, mas Alencar preferiu não fazê-la na ocasião.

Alencar, de 77 anos, luta contra o câncer há 12 anos e já passou por 15 cirurgias.

Presidente Lula

A assessoria da Presidência da República divulgou a nota que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não vai antecipar sua volta de Assunção, Paraguai, onde participa da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados, por causa da nova cirurgia de José Alencar.

Lula soube hoje pela manhã que Alencar havia sentido as mesmas dores abdominais que o levaram à 14ª cirurgia, realizada no dia 9 de julho. Em seguida, eles se falaram por telefone, mas o vice-presidente ainda não tinha o diagnóstico da necessidade de nova cirurgia.

O presidente só recebeu a notícia do procedimento cirúrgico no início da tarde e, segundo sua assessoria, decidiu permanecer em Assunção até hoje (25), quando está programada sua volta. Lula decidiu não antecipar o retorno porque teve a informação de que a cirurgia é relativamente simples.

Na manhã de sábado, Lula e o presidente do Paraguai, Fernando Lugo, vão discutir pontos do Tratado de Itaipu, que estipula as bases para o uso da energia da Usina Hidrelétrica de Itaipu, e vão firmar 16 acordos em diferentes áreas.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit