Johns Hopkins: 177,8 milhões de infecções globais de COVID

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

19 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Agência VOA

O Centro de Recursos do Coronavírus da Universidade Johns Hopkins relatou 177,8 milhões de casos globais de COVID-19 e 3,8 milhões de mortes. Os Estados Unidos continuam sendo o país com mais infecções, com 33,5 milhões, seguidos de perto pela Índia com 29,8 milhões.

A chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês Emmanuel Macron exortaram os países da União Europeia a ficarem vigilantes contra a disseminação de novas variantes do coronavírus e pediram que o bloco coordene suas políticas de reabertura da fronteira.

"Ainda é preciso cautela para que tenhamos um verão de muitas liberdades", disse Merkel em uma entrevista coletiva em Berlim, antes que os dois líderes realizassem um jantar de trabalho.

“Alguns países reabriram suas fronteiras mais cedo por motivos da indústria do turismo, mas devemos ter cuidado para não reimportar novas variantes”, disse Macron.

Macron observou a situação na Grã-Bretanha, enquanto Merkel apontou para Portugal para mostrar como as coisas podem mudar rapidamente.

A Grã-Bretanha atrasou esta semana um relaxamento das restrições à pandemia por causa da prevalência da variante delta, que foi identificada pela primeira vez na Índia, enquanto as autoridades portuguesas na quinta-feira proibiram viagens de entrada e saída da capital, Lisboa, por causa da variante.

Fontes