Japão suspende buscas por desaparecidos após chegada de tufão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

5 de outubro de 2014

A chegada do Tufão Phanfone ao Japão obrigou as autoridades a suspender as operações de busca no Monte Ontake, onde a erupção de um vulcão, há uma semana, deixou pelo menos 51 mortos.

As operações também devem ser canceladas amanhã (6) já que, de acordo com as previsões, o tufão passará perto da zona do Monte Ontake, no centro do país, já nas primeiras horas do dia.

A cinza expelida pelo vulcão e acumulada no cume do monte, aliada às intensas chuvas, aumentou o risco de deslizamentos de terra, levando as autoridades a colocar sob alerta as localidades de Kiso e Otaki, que ficam perto do vulcão.

Após a descoberta de quatro corpos ontem (4), o balanço de mortos subiu para 51, mas há ainda pelo menos 13 pessoas que continuam desaparecidas desde que o Vulcão Ontake entrou em atividade, no último dia 27.

A erupção vulcânica no Ontake já figura como a que causou mais mortes no Japão desde 1926, ano em que a erupção no Monte Tokachi, na Ilha de Hokkaido, ao Norte do país, deixou 144 mortos e 210 feridos.

A última grande atividade do Ontake foi em 1979, quando expeliu cerca de 200 mil toneladas de cinzas. Em 1991, foi registrada outra erupção, de menor amplitude, e, em 2007, uma nova atividade causou uma série de terremotos vulcânicos.

O Japão está localizado no chamado Anel de Fogo do Pacífico e conta com mais de uma centena de vulcões ativos.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati