Israel invade campo de refugiados na Cisjordânia, matando 5 palestinos e ferindo 91

Fonte: Wikinotícias

19 de junho de 2023

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Os militares israelenses mataram cinco palestinos e feriram outros 91 na segunda-feira, quando mobilizaram helicópteros em um ataque a um campo de refugiados na cidade de Jenin, na Cisjordânia.

A violência marcou um raro uso do poder aéreo no território ocupado por Israel.

Os militares israelenses disseram que sete membros de sua polícia paramilitar de fronteira e do exército sofreram ferimentos leves e moderados durante 10 horas de combate. Os militares israelenses disseram que suas tropas foram atacadas durante uma operação em Jenin, a mais recente violência na Cisjordânia que dura mais de um ano.

A mídia israelense informou que foi o primeiro uso de um helicóptero na Cisjordânia ocupada desde o segundo levante palestino, cerca de duas décadas atrás.

Militantes palestinos atacaram veículos militares israelenses com uma poderosa bomba na estrada, desativando cinco veículos blindados, de acordo com um porta-voz militar israelense. As tropas israelenses ficaram presas dentro dos veículos mutilados por horas, disse o porta-voz, acrescentando que o exército inundou o campo com soldados e veículos pesados ​​para evacuá-los.

Hussein al-Sheikh, um alto funcionário palestino, acusou Israel de travar "uma guerra feroz e aberta" contra o povo palestino e disse que o presidente palestino, Mahmoud Abbas, tomaria "decisões sem precedentes" em uma próxima reunião de emergência.

Ataques palestinos contra israelenses mataram pelo menos 20 pessoas este ano, enquanto 124 palestinos foram mortos.

Fontes