Incentivo à leitura entre as prioridades do Ministério da Cultura

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Vista norte do Edifício Gustavo Capanema, antigo prédio do Ministério da Cultura

Agência Brasil

13 de novembro de 2011

Brasília — O Ministério da Cultura quer incentivar a leitura, sem deixar de lado as reformas de museus e teatros, assim como criar novos centros culturais. O ministério engloba oito órgãos que dependem diretamente de seu orçamento. São órgãos que cuidam de setores específicos da área cultural e para evitar privilégios, o ministério elencou um grande projeto em cada sistema para 2012.

No Rio de Janeiro, o Palácio Gustavo Capanema – será reformado – no local funcionou o Ministério da Educação e Cultura até a transferência para Brasília. O prédio cuja construção foi concluída em 1945 é considerado de arquitetura arrojada por causa do estilo moderno e da combinação de ferro e concreto com painéis de azulejos.

Em Recife, será construído o Museu Luiz Gonzaga (morto em 1989) chamado de o "Rei do Baião" e símbolo de criatividade e originalidade na música popular brasileira. Em Porto Alegre, será construído o Teatro Orquestra Sinfônica cuja orquestra existe desde 1950 e não dispõe de sede própria.

Os órgãos que integram o ministério são a Fundação Casa Rui Barbosa, Fundação Biblioteca Nacional, Fundação Cultural Palmares, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Fundação Nacional de Artes (Funarte), Agência Nacional de Cinema (Ancine), o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e o Fundo Nacional de Cultura.

Fontes[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati