Impasse sobre recursos divide países na Conferência do Clima

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amazônia
Outras notícias sobre o meio-ambiente


Agência Brasil

11 de dezembro de 2009

O financiamento de ações para o combate às mudanças climáticas em países em desenvolvimento é uma das principais lacunas da prévia do acordo apresentada hoje (11) na 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15), em Copenhague (Dinamarca). As informações são da BBC Brasil.

Mesmo entre os países ricos não há acordo sobre o volume de recursos que devem ser destinados às regiões mais pobres. O dinheiro, reunido em um fundo, seria usado pelas nações em desenvolvimento em projetos para lidar com a mudança do clima.

Líderes europeus querem oferecer cerca de US$ 9 bilhões nos próximos três anos, mas encontram dificuldades para convencer representantes dos países mais pobres. Por enquanto, o Reino Unido ofereceu cerca de US$ 1,2 bilhão e a Suécia, US$ 1,1 bilhão. Já a Holanda quer repassar US$ 4,4 milhões, e a Dinamarca, pouco mais de US$ 2 milhões.

Os países em desenvolvimento exigem valores entre US$ 100 bilhões e US$ 200 bilhões por ano – mas até o momento a discussão se refere à criação de um fundo inicial de US$ 10 bilhões nos próximos três anos. Países importantes da UE, como Alemanha e França, ainda não apresentaram propostas conclusivas.

Um dos principais focos de decisão está em Bruxelas, onde ocorre uma reunião de cúpula da União Europeia. Na capital belga, negociadores passaram a madrugada tentando chegar a um valor a ser apresentado em Copenhague, mas ainda não houve acordo. Uma decisão é esperada para hoje.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati