Impasse sobre recursos divide países na Conferência do Clima

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Amazônia
Outras notícias sobre o meio-ambiente


Agência Brasil

11 de dezembro de 2009

O financiamento de ações para o combate às mudanças climáticas em países em desenvolvimento é uma das principais lacunas da prévia do acordo apresentada hoje (11) na 15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-15), em Copenhague (Dinamarca). As informações são da BBC Brasil.

Mesmo entre os países ricos não há acordo sobre o volume de recursos que devem ser destinados às regiões mais pobres. O dinheiro, reunido em um fundo, seria usado pelas nações em desenvolvimento em projetos para lidar com a mudança do clima.

Líderes europeus querem oferecer cerca de US$ 9 bilhões nos próximos três anos, mas encontram dificuldades para convencer representantes dos países mais pobres. Por enquanto, o Reino Unido ofereceu cerca de US$ 1,2 bilhão e a Suécia, US$ 1,1 bilhão. Já a Holanda quer repassar US$ 4,4 milhões, e a Dinamarca, pouco mais de US$ 2 milhões.

Os países em desenvolvimento exigem valores entre US$ 100 bilhões e US$ 200 bilhões por ano – mas até o momento a discussão se refere à criação de um fundo inicial de US$ 10 bilhões nos próximos três anos. Países importantes da UE, como Alemanha e França, ainda não apresentaram propostas conclusivas.

Um dos principais focos de decisão está em Bruxelas, onde ocorre uma reunião de cúpula da União Europeia. Na capital belga, negociadores passaram a madrugada tentando chegar a um valor a ser apresentado em Copenhague, mas ainda não houve acordo. Uma decisão é esperada para hoje.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati