IRA anuncia que deixa a luta armada

29 de julho de 2005

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Depois de mais de trinta anos de luta violenta nas ruas das cidades da Irlanda do Norte, o grupo terrorista Exército Republicano Irlandês (IRA) anunciou num comunicado que desde esta quinta-feira abandonará a luta armada como meio de arranjo aos problemas políticos, religiosos e sociais do território britânico do Ulster, para impulsionar as condições de solução por meios democráticos e pacíficos.

A resolução, exposta pelos meios televisivos do Reino Unido e a República de Irlanda, aclara que o IRA não pronunciará desculpa alguma pelo tempo empregado na luta armada e fará questão de a reunificação política do território irlandês como solução final ao conflito.

Com isso, estende um convite aos crentes católicos e protestantes a ser os primeiros em ver o processo de desarmamento e criticou com severidade a atitude vacilante dos governos britânico e irlandês e aos apoiantes da união do Ulster com o Reino Unido frente ao atual processo de paz está passando por sérias dificuldades.

Fontes