Guiné-Bissau: Militares vs “Apolítica”

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

5 de agosto de 2009

Guiné-Bissau


Na Guiné-Bissau, o ministro da defesa, Artur Silva, explicou hoje que os militares tiveram enormes dificuldades em se assumirem como apolíticos a partir de 1991, ano da instauração do multipartidarismo no país. No que refere à reforma do sector de defesa e segurança no país, o governante guineense reconhece estar o processo carente de um novo dinamismo.

Artur Silva teceu estas considerações no âmbito de uma sessão de esclarecimento à sociedade civil, sobre as reformas da defesa e segurança realizada hoje em Bissau, onde se encontra o nosso colaborador, Lassana Cassama.

Fonte


Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com