Guerra na Ucrânia deixa mais de 7,1 milhões de deslocados internos

5 de abril de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A invasão da Ucrânia pela Rússia deslocou internamente 7,1 milhões de pessoas em todo o país, de acordo com um novo relatório divulgado na terça-feira.

O relatório da Organização para as Migrações (OIM), que abrange dados de 24 de março a 1º de abril, constatou que o número de deslocados internos aumentou 10% em relação à primeira rodada de pesquisas, duas semanas antes.

“As pessoas continuam a fugir das suas casas por causa da guerra e as necessidades humanitárias no terreno continuam a aumentar”, disse o director-geral da OIM, António Vitorino, num comunicado de imprensa.

“Corredores humanitários são urgentemente necessários para permitir a evacuação segura de civis e para garantir o transporte seguro e a entrega da ajuda humanitária necessária para ajudar rapidamente os deslocados internos”, explicou.

O relatório constatou que mais de 50% das famílias deslocadas têm filhos, 57% têm membros idosos e 30% têm pessoas com doenças crônicas.

As famílias deslocadas tiveram quedas acentuadas na renda, com um terço dizendo que não recebeu nenhuma renda no último mês, segundo o relatório.

Muitos dos deslocados precisam de comida, abrigo, artigos de higiene, remédios e serviços de saúde, segundo o relatório.

Fontes