Guerra entre traficantes suspende aulas no Complexo da Maré

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

3 de junho de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil

Os cerca de 7 mil alunos das escolas municipais do Complexo da Maré, na zona norte do Rio de janeiro, estão sem aulas desde segunda-feira (1º). A Polícia Militar reforçou o patrulhamento nos arredores das favelas Vila do João e Vila dos Pinheiros, depois que um forte tiroteio entre traficantes rivais assustou moradores na madrugada de hoje (3).

O Complexo da Maré está em guerra desde sábado (30), quando traficantes da Favela Baixa do Sapateiro, com a ajuda de comparsas da Vila Cruzeiro, invadiram a Vila dos Pinheiros para tomar os pontos de venda de drogas. Pelo menos nove pessoas morreram, entre elas um policial militar. Oito pessoas ficaram feridas.

Na opinião do representante da Associação dos Moradores de Vila dos Pinheiros, Almir Almeida, que não quis gravar entrevista, a sensação no local é de guerrilha urbana. “O poder paralelo tomou conta. Há quatro dias os tiroteios e mortes estão ocorrendo sem que as autoridades tomem medidas eficazes para deter a guerra entre os traficantes e garantir a segurança dos moradores”. Na Vila dos Pinheiros, o comércio está fechado e a população tem medo de sair às ruas.

Fonte