Guerra civil na Síria já fez três milhões de refugiados

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

30 de agosto de 2014

As Nações Unidas afirmam ontem (29) que mais de 3 milhões de pessoas fugiram à Guerra Civil na Síria, criando aquilo que considerou como a maior “crise humanitária da nossa era”.

Numa declaração hoje emitida, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) afirma que só no último ano um milhão de pessoas refugiaram-se para escapar às “condições cada vez mais horrendas” na Síria.

A ONU aclara que esse número não inclui as centenas de milhares de pessoas que não se registaram como refugiados e acrescenta que seis milhões e meio de outras pessoas encontram-se desalojadas no interior das fronteiras sírias.

Segundo as Nações Unidas, cerca de metade da população síria foi obrigada a deixar as suas casas desde o início dos confrontos em 2011 e perto de 50% são crianças.

Grande parte das pessoas fugiram para o Líbano, Turquia ou Jordânia onde ainda segundo as Nações Unidas chegam num estado chocante, exaustas e sem dinheiro.

De acordo com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, “o mundo não está a responder às necessidades dos refugiados nem dos países que estão a acolhê-los”.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati