Guerra civil na Síria já fez três milhões de refugiados

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

30 de agosto de 2014

As Nações Unidas afirmam ontem (29) que mais de 3 milhões de pessoas fugiram à Guerra Civil na Síria, criando aquilo que considerou como a maior “crise humanitária da nossa era”.

Numa declaração hoje emitida, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) afirma que só no último ano um milhão de pessoas refugiaram-se para escapar às “condições cada vez mais horrendas” na Síria.

A ONU aclara que esse número não inclui as centenas de milhares de pessoas que não se registaram como refugiados e acrescenta que seis milhões e meio de outras pessoas encontram-se desalojadas no interior das fronteiras sírias.

Segundo as Nações Unidas, cerca de metade da população síria foi obrigada a deixar as suas casas desde o início dos confrontos em 2011 e perto de 50% são crianças.

Grande parte das pessoas fugiram para o Líbano, Turquia ou Jordânia onde ainda segundo as Nações Unidas chegam num estado chocante, exaustas e sem dinheiro.

De acordo com o Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, António Guterres, “o mundo não está a responder às necessidades dos refugiados nem dos países que estão a acolhê-los”.

Fonte[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati