Grupos pedem que "príncipe" Luiz Philippe de Orleans e Bragança concorra ao cargo de prefeito de São Paulo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

19 de agosto de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Hashtag #PrincipePrefeito - referente ao "príncipe brasileiro" Luiz Philippe de Orléans e Bragança, do PSL - apareceu hoje de manhã como um dos assuntos mais comentados no Twitter, principalmente por contas (usuários) que se diziam "patriotas" ou "de direita".

Segundo o website do jornal Gazeta do Brasil, "a direita está preocupada com a falta de liderança conservadora na disputa. Cogitou-se o nome da deputada Janaína Paschoal, uma vez que Joice Hasselmann sumiu nas pequisas de intenções de votos". Luiz havia sido cogitado por Bolsonaro, do qual é aliado, para ser seu candidato à vice-presidência nas eleições de 2018.

Guilherme Boulos, pré-candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, escreveu: "é só o que faltava para o sofrido 2020: um príncipe que não é príncipe querer ser prefeito".

Carreira política

Em 2019, Luiz assumiu o cargo de deputado federal pelo estado de São Paulo, após ser eleito nas eleições gerais de 2018 pelo PSL, com 118.457 votos. É um dos líderes e cofundador do movimento "Acorda Brasil", que foi favorável ao impeachment de Dilma Rousseff, além de sobrinho de Luís Gastão de Orléans e Bragança, reivindicador da chefia da Casa Imperial do Brasil. É autor do livro Por que o Brasil é um país atrasado? – o que fazer para entrarmos de vez no século XXI, publicado em 2017.

É o primeiro membro da família imperial brasileira a ocupar um cargo político de relevância desde a Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889.

Fonte

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit