Greves globais pelo clima reúnem milhares de pessoas ao redor do mundo

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

22 de setembro de 2019

Inspirados por Greta Thunberg, milhares de pessoas em diversas cidades no mundo realizam protestos contra o aquecimento global

A ativista Greta Thunberg é a idealizadora do movimento global


Desde o dia 20 de setembro, milhares de manifestantes têm ido às ruas para protestar contra o aquecimento global e pedindo mudanças políticas que viabilizem o desenvolvimento sustentável e a proteção ao meio ambiente. Batizados de "Greves globais pelo clima", inspirados pela ativista sueca Greta Thunberg, os movimentos terão seu clímax no dia 23 de setembro, data do encerramento da reunião da ONU sobre o clima, em preparatório para a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-25) que ocorrerá em Santiago, de 2 a 13 de dezembro.

Contexto e ideia

Manifestantes em Perth, Austrália

Os protestos ocorrem em um ano problemático para o meio ambiente e a vida no planeta: incêndios florestais na Amazônia, ondas de calor na Europa e o reconhecimento do ano de 2019 como o mais quente da história já registrado. Inspirados pela ativista Greta Thunberg, que desde 2018 falta às aulas nas sextas-feiras para protestar pelo clima, as greves receberam o apoio de artistas e personalidades, como Gisele Bündchen, Leonardo Di Caprio e o Dalai Lama.

Greta, em discurso na abertura da reunião da ONU, fala que os jovens tem potencial e força para pressionar os governantes para mudanças. O corte de emissões de gases estufa, investimentos em energia limpa e renovável e ações mais concretas de proteção climática por parte dos líderes globais foram as pautas mais abordadas durantes os protestos desta sexta-feira.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati