Governo destina 22 áreas para reforma agrária

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

31 de dezembro de 2014

Brasil

No último dia do primeiro mandato de Dilma Rousseff, a presidenta destinou 22 áreas para a reforma agrária. São 57,6 mil hectares (um hectare corresponde a 10 mil metros quadrados, o equivalente a um campo de futebol oficial) distribuídos em dez estados. De acordo com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), as novas áreas devem beneficiar 1,5 mil famílias. Os decretos foram publicados hoje (31) no Diário Oficial da União.

Goiás é o estado com mais áreas destinadas: cinco. O Maranhão e Pernambuco têm quatro áreas cada, já Minas Gerais e a Paraíba, duas áreas. O Pará, o Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Catarina e Sergipe têm uma área cada. “Conforme perícia técnica realizada pelo Incra, todas as áreas apresentaram índices de produtividade abaixo do que determina a Constituição Federal, o que motivou sua desapropriação”, informou o instituto. De 2010 a 2014, 374 imóveis foram destinadas à reforma agrária, somando 731.206 hectares.

Com a publicação do decreto, o Incra vai entrar com uma ação de desapropriação para cada imóvel, mediante depósito do valor da indenização das benfeitorias. Segundo o Incra, as terras têm vocação produtiva para plantação de mandioca, bovinocultura de corte e leite, avicultura de postura e corte e produção de frutas.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati