General Correia Neto e Tchizé dos Santos trocam acusações na imprensa em Angola

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Actual embaixador na Alemanha acusa deputada de nunca ter aberto a boca quando recebia as benesses do pai e deputada responde

18 de janeiro de 2019

O embaixador angolano na Alemanha, Alberto Correia Neto, e a deputada do MPLA e filha do antigo Presidente José Eduardo dos Santos, Welwitschia (Tchizé) dos Santos, protagonizam um fogo cruzado nas redes sociais e na imprensa angolana nos últimos dias.

O também general e antigo comandante da Força Aérea Nacional, em entrevista ao Jornal de Angola divulgada na última segunda-feira (14) acusa Tchizé dos Santos, de nunca se ter antes levantado contra as injustiças sociais quando o pai era Presidente, e que só o faz agora porque "perdeu as benesses que lhe chegavam sem as merecer".

Correia Neto reagia a declarações da deputada que disse haver um conflito de gerações no MPLA e que a transição em curso não é a que Angola esperava.

Num excerto de uma entrevista dada em Portugal publicado na sua página do Facebook, a também deputada desafiou o Presidente a deixar de ser o “único” que pode “brilhar”.

Tchizé dos Santos enfatizou que Angola arrisca actualmente “a perder uma grande oportunidade de fazer um recomeço”, na actual liderança de João Lourenço.

A filha de José Eduardo dos Santos falou ainda de conflitos generacionais dentro do MPLA que bloqueiam o surgimento de líderes jovens, como a próprio publicou na sua página de Facebook.

Entretanto, em entrevista ao Jornal de Angola, o general e antigo comandante da Força Aérea Nacional aconselha a deputada a ser mais comedida nas suas declarações públicas e desmente que o Presidente da República quer transformá-la em “novo Rafael Marques”.

"Quando tinha os grandes benefícios nunca abriu a boca, agora que está a ser tocada, já aparece na oposição a querer dar lições de moral aos angolanos, como se os angolanos fossem ingénuos, não soubessem quem ela é”, disse o general que recomendou a deputada e voltamos a citar” a manter-se calada, em vez de estar, volta e meia, a criar factos políticos que só a vão destruindo cada vez mais”, afirmou Correia e Neto.

Logo depois, Tchizé dos Santos voltou à carga e perguntou ao general e embaixador Alberto Neto no Instagram e no Facebook: “por quê que ficou sempre calado e aceitou exercer todos os cargos para os quais foi nomeado pelo ex-Presidente José Eduardo dos Santos e só começou a fazer críticas públicas após à indicação do Presidente João Lourenço como candidato à Presidência da República. Será para manter as benesses que o Sr. mesmo declarou ter usufruído no tempo de José Eduardo dos Santos”.

Até agora, não houve qualquer reacção do MPLA à entrevista de Tchizé dos Santos nem do embaixador e general Alberto Correia Neto, que denunciou a existência de corrupção também nas Forças Armadas Angolanas.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati