General Correia Neto e Tchizé dos Santos trocam acusações na imprensa em Angola

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

Actual embaixador na Alemanha acusa deputada de nunca ter aberto a boca quando recebia as benesses do pai e deputada responde

18 de janeiro de 2019

O embaixador angolano na Alemanha, Alberto Correia Neto, e a deputada do MPLA e filha do antigo Presidente José Eduardo dos Santos, Welwitschia (Tchizé) dos Santos, protagonizam um fogo cruzado nas redes sociais e na imprensa angolana nos últimos dias.

O também general e antigo comandante da Força Aérea Nacional, em entrevista ao Jornal de Angola divulgada na última segunda-feira (14) acusa Tchizé dos Santos, de nunca se ter antes levantado contra as injustiças sociais quando o pai era Presidente, e que só o faz agora porque "perdeu as benesses que lhe chegavam sem as merecer".

Correia Neto reagia a declarações da deputada que disse haver um conflito de gerações no MPLA e que a transição em curso não é a que Angola esperava.

Num excerto de uma entrevista dada em Portugal publicado na sua página do Facebook, a também deputada desafiou o Presidente a deixar de ser o “único” que pode “brilhar”.

Tchizé dos Santos enfatizou que Angola arrisca actualmente “a perder uma grande oportunidade de fazer um recomeço”, na actual liderança de João Lourenço.

A filha de José Eduardo dos Santos falou ainda de conflitos generacionais dentro do MPLA que bloqueiam o surgimento de líderes jovens, como a próprio publicou na sua página de Facebook.

Entretanto, em entrevista ao Jornal de Angola, o general e antigo comandante da Força Aérea Nacional aconselha a deputada a ser mais comedida nas suas declarações públicas e desmente que o Presidente da República quer transformá-la em “novo Rafael Marques”.

"Quando tinha os grandes benefícios nunca abriu a boca, agora que está a ser tocada, já aparece na oposição a querer dar lições de moral aos angolanos, como se os angolanos fossem ingénuos, não soubessem quem ela é”, disse o general que recomendou a deputada e voltamos a citar” a manter-se calada, em vez de estar, volta e meia, a criar factos políticos que só a vão destruindo cada vez mais”, afirmou Correia e Neto.

Logo depois, Tchizé dos Santos voltou à carga e perguntou ao general e embaixador Alberto Neto no Instagram e no Facebook: “por quê que ficou sempre calado e aceitou exercer todos os cargos para os quais foi nomeado pelo ex-Presidente José Eduardo dos Santos e só começou a fazer críticas públicas após à indicação do Presidente João Lourenço como candidato à Presidência da República. Será para manter as benesses que o Sr. mesmo declarou ter usufruído no tempo de José Eduardo dos Santos”.

Até agora, não houve qualquer reacção do MPLA à entrevista de Tchizé dos Santos nem do embaixador e general Alberto Correia Neto, que denunciou a existência de corrupção também nas Forças Armadas Angolanas.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati