Futuro chanceler diz que Brasil vai deixar Pacto Global de Migração

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

11 de dezembro de 2018

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O embaixador Ernesto Araújo, confirmado para assumir o Ministério das Relações Exteriores (Brasil), disse ontem, que o governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro, vai se desassociar do Pacto Global de Migração.

“O governo Bolsonaro se desassociará do Pacto Global de Migração que está sendo lançado em Marrakech [Marrocos], um instrumento inadequado para lidar com o problema. A imigração não deve ser tratada como questão global, mas sim de acordo com a realidade e a soberania de cada país”, mencionou Ernesto Araújo em sua conta no Twitter.

Também no Twitter, ele mencionou como o governo brasileiro pretende modificar o fluxo migratório. Segundo Araújo, o Brasil buscará acolher os imigrantes fixando um marco regulatório compatível com a realidade nacional.

“O Brasil buscará um marco regulatório compatível com a realidade nacional e com o bem-estar de brasileiros e estrangeiros. No caso dos venezuelanos que fogem do regime [do presidente venezuelano Nicolás] Maduro, continuaremos a recebê-los, mas o mais importante é atuar pela restauração da democracia na Venezuela.”

Fonte