Funcionários da Administração Pública e da Saúde mantêm greve em Cabinda

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

14 de junho de 2018

Eles exigem pagamento de trabalhadores afastados em Abril

Os trabalhadores da Administração Publica e dos serviços de Saúde em Cabinda continuam a greve iniciada na quarta-feira, 13 de junho, e prevista para terminar na sexta-feira.

Apesar de sinais de “pode haver acordo com o Governo”, o secretário-geral da União dos Sindicatos de Cabinda, Manuel Guilherme Tati Macaia, garante que a paralisação vai continuar.

Os trabalhadores exigem a reposição dos salários de funcionários dsactivados desde o passado mês de Abril."A situação dos trabalhadores é desoladora", garante Macaia.

Durante a greve, foram mantidos apenas os serviços de urgência, blocos operatórios e hemoterapia nos hospitais e os cemitérios.

{opine}}

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati