Francês detido na Bulgária é suspeito de ligação com autor de atentado em Paris

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

13 de janeiro de 2015

França

Um francês detido na Bulgária no dia 1º deste mês, ao tentar chegar à Síria, é suspeito de ligação com um dos autores do atentado de 7 de janeiro contra o jornal satírico francês Charlie Hebdo, informou hoje (13) a justiça búlgara. O mandado de detenção emitido pela França para Fritz-Joly Joachin menciona a acusação de “participação em grupo criminoso armado cujo objetivo é a organização de atos terroristas”, declarou Darina Slavova, procuradora-geral de Haskovo.

“Antes da sua partida no dia 30 de dezembro para a Turquia, ele esteve várias vezes em contato com um dos dois irmãos, Chérif Kouachi”, informa o mandado francês. Chérif e Said Kouachi mataram 12 pessoas no ataque ao Charlie Hebdo, no centro de Paris, e foram mortos pela polícia dois dias depois.

Fritz-Joly Joachin, de 29 anos, foi detido com seu filho, quando tentava passar de carro a fronteira búlgaro-turca. A Procuradoria de Haskovo disse que, inicialmente, ele era alvo de um mandado de detenção europeu, depois de sua mulher tê-lo acusado de sequestro do filho de 3 anos para se juntar aos jihadistas na Síria. A criança já foi entregue à mãe. O francês afirmou que viajava com seu filho e a namorada para passar férias em Istambul e a Justiça búlgara deve tomar uma decisão na sexta-feira (16) sobre o pedido de extradição da França.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati