Folha do Amapá denuncia "mensalão" para jornalistas do estado

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

17 de janeiro de 2006

Brasil

O Jornal Folha do Amapá publicou uma lista com nomes de jornalistas e comunicadores de rádio que supostamente teriam recebido pagamentos mensais de até R$60 mil do Governo do Estado do Amapá. A prática teria sido iniciada em 2003, durante o governo de Waldez Goes do PDT.

Segundo o jornal, os nomes foram obtidos a partir de documentos da Secretaria de Estado da Comunicação (Secom). Entre os relacionados há sete deputados estaduais.

A suspeita de que jornalistas seriam comprados pelo governo do estado é antiga, contudo esta é a primeira vez que documentos oficiais mostram indícios de que isto seria verdade.

Os documentos estão com o carimbo do Governo do Estado do Amapá (GEA) e do Secom, e foram assinados pela chefe da Divisão de Editoração da Secretaria de Comunicação, Alice Evangelista Barroso. Eles são dos meses de outubro e novembro de 2003, janeiro a junho de 2004, setembro e outubro de 2004.

Segundo a Folha do Amapá, o jornal tentou entrar em contato com a Secom, mas não teve resposta.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amapá, Volney Oliveira, disse que apesar das informações sobre pagamentos de suborno para jornalistas, não foi feita ainda uma denúncia formal com apresentação de provas. Ele disse que se for comprovada a denúncia os profissionais da categoria podem ser punidos.

Fontes