Filipe Nyusi alarga recolher obrigatório nacional para travar a Covid-19

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

6 de abril de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Presidente da República, Filipe Nyusi, alargou hoje o recolher obrigatório para todas as 11 capitais provinciais do país, como forma de travar a propagação da Covid-19.

Numa comunicação feita, nesta segunda-feira, 5, Nyusi justificou a medida com o facto do país estar a registar um ligeiro aumento de casos em grande parte das províncias do país, apesar da cidade do Maputo e Matola, áreas que vinham, há dois meses sob recolher obrigatório, estarem com ligeira redução de casos.

A nova medida é válida por 21 dias e entra em vigor amanhã, 6, e vai cobrir o período das 22 às 4.00 da manhã, uma hora mais tarde do que a fase que hoje termina.

A alteração do início da hora de recolher obrigatório visa permitir que os trabalhadores dos serviços de restauração e estudantes universitários do período pós-laboral “possam ter acesso aos serviços de transporte no seu regresso a casa," disse Nyusi.

Nyusi disse que as medidas anunciadas anteriormente permitiram a “redução de casos, mortes e internamentos”, porém afirmou que esta diminuição “tem acontecido de forma lenta”.

“A segunda vaga foi mais intensa do que a primeira, com cinco vezes mais do número de casos, seis vezes do número de internamento e sete vezes no número de óbitos”, disse Nyusi na sua comunicação.

Em relação à racionalidade das decisões adoptadas pelo seu Governo em face da COVID-19, Nyusi referiu que “a tomada de medidas não é feita de forma arbitrária, mas sim com critérios científicos.

Desde Março de 2020, a Covid-19 infectou 68.119, e matou mais de 780 pessoas.

Fontes[editar]

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit