Febre aftosa ameaça se espalhar por estados brasileiros

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
O ministro da Agricultura Roberto Rodrigues conversa com técnicos do Ministério da Agricultura. Foto: Valter Campanato/ABr.

23 de outubro de 2005

Brasil

O Governo interditou 40 fazendas no estado brasileiro do Paraná, suspeitas de terem gado contaminado com a febre aftosa. Se as novas suspeitas de febre aftosa se confirmarem, serão agora dois estados brasileiros: Mato Grosso do Sul e Paraná, com o gado atingido pela doença.

Há suspeita de focos de febre aftosa em quatro propriedades do seguintes municípios paranaenses: Loanda, Maringá, Amaporã e Grandes Rios. Sintomas da doença foram detectados em vinte animais.

Segundo a Agência Brasil o resultado dos exames deve ficar pronto na próxima terça-feira (25). O Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Roberto Rodrigues disse que todas as providências de interdição das propriedades já foram tomadas. O ministro disse que há 90% de chance de os novos casos suspeitos de febre aftosa serem confirmados.

Rodrigues disse que os novos casos no Paraná surgiram a partir da criação do Mato Grosso do Sul. Os animais suspeitos de contaminação teriam sido comprados num leilão em Londrina.

O governo brasileiro já avisou os países vizinhos e aqueles com os quais o Brasil mantém relação comercial, além da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Ver também

Fontes