Falece o rei Fahd da Arábia Saudita

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

1 de agosto de 2005

O rei Fahd bin Abd Aziz da Arábia Saudita, faleceu às 07:17 UTC da segunda-feira (1), depois de 23 anos de reinado e de 10 de padecimentos em consequência de um enfarte que sofreu em 1995.

Fahd bin Abd Aziz estava enfermo há dez anos.

Abdullah bin Abdul Aziz, meio-irmão de Fahd, assumiu de imediato as rédeas do primeiro país produtor de petróleo. Seu primeiro ato foi nomear ao novo príncipe herdeiro, o ministro de defesa Sultão bin Abdul Aziz. Abdullah é o monarca de facto desde a doença de Fahd.

O falecido rei Fahd começou a governar em 1982. Durante seu reinado se produziram diversos fatos que afetaram sua credibilidade como governante saudí, como as seqüelas da Revolução Islâmica Iraniana, as Guerras do Golfo (1991, 1998 e 2003) e chamada "guerra contra o terrorismo". Sua aliança com os Estados Unidos lhe ocasionou momentos muito duros como o atentado do 11 de setembro de 2001, perpetrado por membros saudís do grupo fundamentalista islâmico Al Qaeda.

Fahd tinha sido nomeado príncipe herdeiro em 1975 durante o reinado de seu irmão, o rei Khaled, e se encarregou dos assuntos do país desde esse então devido ao pouco interesse do monarca pela política.

Espera-se que não tenha mudanças nos preços do petróleo. Arábia Saudita possui a quarta parte das reservas do hidrocarboneto.

Fonte