Falece Néstor Kirchner, ex-presidente da Argentina

Cristina Kirchner ao lado de Néstor Kirchner, nas comemorações do bicentenário de independência da Argentina. Fonte: Casa Rosada.

Agência Brasil

27 de outubro de 2010

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

O ex-presidente da Argentina, Néstor Carlos Kirchner, de 60 anos, morreu hoje (27) depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória, em um hospital, em El Calafate, no departamento de Santa Cruz, por volta das 10h. O ex-presidente já apresentava complicações cardíacas, quando em fevereiro de 2010, foi submetido a um cateterismo e posteriormente a uma cirurgia de urgência, devido a obstrução da artéria carótida. Em setembro, Kirchner passou por uma angioplastia nas artérias coronárias, que, na época, foi considerada bem-sucedida. A mulher dele, Cristina Kirchner, é a presidente da Argentina.

Em 2003, Néstor Kirchner foi eleito presidente da Argentina. Ele enfrentou várias críticas principalmente por causa da queda do poder de compra dos argentinos. Apesar disso, o ex-presidente conseguiu fazer da mulher sucessora na Presidência.

Na juventude, Kirchner foi do movimento justicialista, depois atuou como membro da membro da Juventud Peronista. Durante a ditadura, ele ficou afastado da vida política e depois retornou em 1983. Quatro anos depois, ele se elegeu prefeito da região de Rio Gallegos. Em seguida, foi eleito governador da província de Santa Cruz. Atualmente, exercia o cargo de secretário-geral da Unasul e cumpria mandato de deputado federal.

O velório ocorrera nesta quinta-feira na Casa Rosada, sede do poder executivo da Argentina.


Fontes