Fachin determina transferência de Rocha Loures para carceragem da PF

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ex deputado federal, Rodrigo Rocha Loures

13 de junho de 2017

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, determinou no dia 13 de junho de 2017, a transferência do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) do presídio da Papuda para a carceragem da Polícia Federal em Brasília.

O ex-deputado estava preso desde o último dia 7, no presídio da Papuda. Mas pediu para voltar a carceragem da Polícia Federal, onde estava inicialmente preso, alegando risco de vida.

O pedido de transferência

No pedido de transferência a carceragem da Polícia Federal, em Brasília, a defesa do ex-deputado disse que, na semana passada, o pai de Loures recebeu uma ligação telefônica de um conhecido, que alertou a família sobre a possibilidade de Loures estar correndo "risco de vida" caso não concordasse em assinar o acordo de delação premiada.

No pedido, os advogados ainda pediram a prisão domiciliar de Rocha Loures, e pediu para que policiais federais fizessem a escolta de sua família e do ex-deputado.

Embora o ministro tenha negado a prisão domiciliar ao ex-deputado, o ministro determinou que a PF garanta a integridade física de Rocha Loures.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com