Ex-presidente Zelaya preso ao tentar deixar Honduras

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

30 de novembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O ex-presidente hondurenho, Manuel Zelaya, foi preso no aeroporto de Toncontín, na periferia da capital, Tegucigalpa, por possuir $ 18.000, valor que supera o que é permitido retirar do país sem declarar.

Zelaya disse à mídia local que planejava viajar para Houston, Texas, nos Estados Unidos e depois para o México, mas as autoridades o impediram de embarcar no avião, segundo o jornal La Prensa.

O ex-presidente afirmou saber que o valor limite é de US$ 10 mil. “Relato que fui detido injustamente no aeroporto de Toncontin. É causado por uma bolsa de dinheiro com 18 mil; isso não é minha propriedade. Agora na presença do promotor”, afirmou Zelaya no Twitter.

O ex-presidente Zelaya governou o país entre 2006 e 2009, condenado por grande parte da comunidade internacional de realizar um golpe de Estado.

Atualmente, Manuel Zelaya dirige o Partido Libertad y Refundación, criado em seu retorno ao país após dois anos de exílio.

A Casa Presidencial de Honduras, sob o comando do presidente Juan Orlando Hernández, não reagiu ao que aconteceu na sexta-feira com Zelaya.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit