Ex-ministra moçambicana sai da cadeia após dois anos em prisão preventiva

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

11 de maio de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

O Tribunal Superior de Recurso de Maputo deu provimento a um habeas corpus da defesa da antiga ministra do Trabalho, Helena Taipo, e colocou em liberdade, mas sob Termo de Identidade e Residência, a também antiga embaixadora em Angola

Taipo foi detida em Abril de 2019, após uma audição no Gabinete Central de Combate à Corrupção, sobre factos que remontavam a 2014, quando era ministra do Trabalho e, por conseguinte, tutelava o INSS.

Desde Abril de 2019, ela estava detido por suspeitas de ter recebido subornos no valor de 100 milhões de meticais,(1,6 milhões de dólares).

Noutro processo, ele é acusada, com mais 11 suspeitos, de um supostoenvolvimento no desvio do equivalente a 113 milhões de meticais (cerca de dois milhões de dólares) das contas da Direção do Trabalho Migratório e, segundo o Ministério Público, o dinheiro foi usado para a compra de imóveis, viaturas, cabazes de alimentos e bebidas alcoólicas.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit