Evo Morales proíbe presença de aviões estadunidenses na Bolívia

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

3 de outubro de 2008

Evo Morales, o presidente da Bolívia.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, negou a permissão de sobrevoar o território de seu país à agência antidrogas dos Estados Unidos, segundo informações da agência de notícias estatal ABI (Agencia Boliviana de Información).

Enquanto discursava no departamento de Tarija, Morales revelou que no final do mês passado recebeu uma carta da DEA que solicitava a uma instituição do Estado boliviano uma permissão para o sobrevôo do território do país latino-americano.


Quero dizer publicamente a nossas autoridades do setor que não estão autorizadas a dar permissão para que a DEA possa sobrevoar o território boliviano
Evo Morales


Ainda segundo a ABI, Morales justificou a decisão ressaltando que o sentimento do povo boliviano é de luta contra o "império" e de recuperação da soberania e da dignidade.

O episódio faz parte de uma série de desentendimentos entre os governos de Washington e La Paz, que culminou com uma declaração estadunidense de que os benefícios tarifários dados aos produtos bolivianos seriam suspensos, e com a expulsão do embaixador da Bolívia da capital dos Estados Unidos.

No plano boliviano, os exportadores foram pegos de surpresa com a declaração e o clima gerado a partir de então apenas complica a situação do país.


Fontes