Evento de chuva extrema preocupa meteorologistas do RS e SC

2 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Um evento de chuva extrema, que atingirá principalmente o norte-nordeste do Rio Grande do Sul (RS) e sul-sudeste de Santa Catarina (SC) preocupa autoridades e meteorologistas. Estael Sias, meteorologista do portal MetSul, alerta há alguns dias para o perigo. “O cenário de precipitação projetado pelos modelos numéricos é extremamente preocupante. No melhor cenário, as condições meteorológicas trarão sérios transtornos. No pior, indicado por várias simulações, as consequências seriam muito graves dentro dos padrões de alerta vermelho em que há ‘grande probabilidade de acidentes, riscos de danos materiais, integridade física e à vida», com múltiplas situações de emergência e possibilidade de estados de calamidade”, enfatizou há dois dias no portal.

O episódio, causado por uma frente fria empurrada por um ciclone extratropical que começa a se formar hoje e que se moverá ao longo da costa leste do RS, será mais intenso entre amanhã e quinta-feira, com precipitação de mais de 500mm em três dias em algumas regiões, o que equivale ao esperado de chuvas para mais de três meses. Em SC, segundo Stael, a situação pode se tornar “muito grave.”

Enchentes e deslizamentos

Como já chove há dois dias nas regiões que deverão ser atingidas, mesmo que com menos intensidade, o solo já encharcado não conseguirá absorver a água das chuvas volumosas, o que provocará a cheia dos rios e possíveis deslizamentos de terra.

Estão sob alerta de enchente as áreas alagáveis às margens dos rios Tubarão, Urussanga, Araranguá, Pelotas, Uruguai, Mampituba, Antas, Caí, Taquari, Paranhana, Gravataí e Jacuí, assim como ao redor de seus afluentes.

Córregos e arroios também poderão causar inundações, já que não haverá condições de vazamento das águas.

Ventos fortes

Como todo ciclone é caracterizado por ventos fortes, nas regiões costeiras no nordeste do RS e sudeste de SC estão previstos ventos que podem atingir cerca de 100km/h. Há perigo de destelhamento de casas, queda de árvores e danos à rede de energia elétrica.

Segundo os meteorologistas, os ventos mais fortes são esperados entre a noite de quarta e a manhã de quinta-feira. Depois, o fenômeno, seguindo seu curso, começará a se afastar para nordeste, Oceano Atlântico adentro.

O ciclone

Um ciclone extratropical atípico - fora de época - está se formando a sudeste da América do Sul e enquanto se move para noroeste-nordeste, se aproxima da costa do RS e SC, causando chuvas e ventania. Há risco de “chuva intensa e volumosa, raios e ventania. É uma situação potencial para queda de árvores, alagamentos em centros urbanos e deslizamentos de terra, interrupção de fornecimento de energia elétrica por conta dos vendavais e também para o risco de destelhamentos”, enfatiza o portal Climatempo.

Fontes