Estados Unidos podem ter ajudado Colômbia no ataque a Reyes

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

4 de março de 2008

Um alto funcionário do Ministério da Defesa Colombiano disse hoje que uma agência americana foi quem alertou, há várias semanas, sobre a existência de um telefone celular usado esporadicamente por Raúl Reyes, morto em um ataque do exército colombiano em território equatoriano.

Dias antes, um alto comandante militar americano esteve em Bogotá. A visita foi registrada de maneira breve pelo site das Forças Militares da Colômbia, mediante uma fotografia datada do dia 28 de fevereiro. O contra-almirante Joseph Nimmich, diretor da Força Tarefa Conjunta Interagencial do Sul dos Estados Unidos, foi recebido no Comando Geral das Forças Militares. O objetivo da visita foi o de "compartilhar informação vital sobre a luta contra o terrorismo", segundo o texto da fotografia. Atualmente a Colômbia é o terceiro maior apoio militar dos Estados Unidos depois dos Iraque.[1]


Fontes

Referências

  1. Ligação a um site em inglês http://www.time.com/time/world/article/0,8599,1718765,00.html