Estados Unidos alertaram Moscou sobre as consequências de qualquer possível uso de armas químicas

Fonte: Wikinotícias

16 de março de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Na quarta-feira, ocorreu uma conversa telefônica entre o conselheiro de segurança nacional Jake Sullivan e o secretário do Conselho de Segurança russo Nikolai Patrushev.

Segundo a Casa Branca, Sullivan alertou para as consequências de "qualquer possível decisão da Rússia de usar armas químicas ou biológicas na Ucrânia".

De acordo com um comunicado de imprensa do Conselho de Segurança Nacional, Sullivan reiterou sua “condenação firme e clara à invasão russa da Ucrânia, injustificada e não provocada.” Sullivan enfatizou que os EUA continuarão a fazer tudo para que a Rússia sinta o custo de sua agressão.

Ele também enfatizou que os Estados Unidos continuarão a “apoiar a defesa da soberania e integridade territorial da Ucrânia e fortalecer o flanco leste da OTAN em plena coordenação com nossos aliados e parceiros”.

Sullivan disse a Patrushev que, se Moscou leva a diplomacia a sério, a Rússia deveria parar de atacar cidades e vilarejos ucranianos.

Fontes