Estados Unidos: Senadores republicanos bloqueiam debate sobre maior controlo na venda de armas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

27 de maio de 2022

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

Agência VOA

Os senadores bloquearam as tentativas dos democratas de iniciar o debate sobre uma lei para combater o terrorismo doméstico, ao mesmo tempo que os dois partidos anunciaram o início de conversações par encontrar a melhor forma de combater a violência armada.

A Câmara dos Deputados, controlada pelos democratas, aprovou uma legislação que reforça o controlo dos antecedentes de compradores de armas na semana passada, após o tiroteio que matou 10 pessoas num supermercado em Buffalo, no Estado de Nova Iorque, a mãos de um adolescente branco, acusado de crime de ódio.

A tentativa dos democratas de iniciar o debate sobre a lei contra o terrorismo doméstico, dois dias depois de um jovem de 18 anos ter morto 19 crianças e dois professores numa escola primária no Texas, esbarrou com uma votação de 47 votos a favor e 47 contra, muito abaixo dos 60 necessários para que o assunto fosse agendado.

Os democratas não conseguiram todos os votos dos seus 50 senadores.

Os republicanos dizem que o projeto de lei sobre terrorismo doméstico não dá ênfase suficiente ao combate à violência de grupos de extrema-esquerda.

O projeto de lei pretende criar departamentos no FBI, a polícia federal de investigação, no Departamento de Segurança Interna e no Departamento da Justiça especializados em terrorismo doméstico.

Em resposta, alguns republicanos disseram que o Governo já tem poderes para rastrear a atividade, não sendo, portanto, necessária qualquer nova legislação.

Fonte