Esquadrão anti-bombas detona material suspeito encontrado no Senado Federal brasileiro

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Brasil • 18 de agosto de 2005

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Agência Senado informou que por volta das 12h30 desta quinta-feira (18) foi encontrada uma bolsa de nylon de cor preta suspeita na barbearia do Senado Federal brasileiro.

O esquadrão anti-bombas da Polícia Militar do Distrito Federal foi chamado e, com a ajuda da máquinda de raios x, examinou o material que estava dentro da bolsa. Verificou-se a presença de "metal e fios" no interior da mesma. Em seguida, ela foi detonada em segurança em frente o Congresso Nacional.

Segundo a nota distribuída pela Polícia do Senado:

Foi encontrado no interior do Senado Federal, aproximadamente às 12:30 horas, uma bolsa de nylon, de cor preta. Seguindo procedimento padrão, o referido material foi submetido ao exame de raio-x, que acusou a presença de metal e fios no interior da bolsa. A Polícia do Senado Federal acionou o esquadrão anti-bomba da Polícia Militar do DF, que a partir daí passou a adotar os procedimentos necessários para uma eventual detonação controlada.

Não foi necessário interromper quaisquer atividades, seja no Senado Federal ou na Câmara dos Deputados.


Exame inicial não detecta explosivos

Segundo o comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), capitão Elziovan Moreno, vinculado ao esquadrão anti-bombas, um exame inicial revelou que, aparentemente, a bolsa encontrada nesta quinta-feira (18) dentro do Senado Federal, não continha explosivos.

O material e as fotos que foram tiradas dele serão agora analisadas pelo laboratório de esquadrão, o qual acredita-se que dê uma resposta no prazo de 72 horas.


Fontes