Espanha continuará a exigir o teste de PCR para latino-americanos entrarem no país

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aeroporto Barajas (Madri)

22 de fevereiro de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Espanha estendeu até o dia 7 de março a exigência de um teste PCR negativo para poder entrar no país para 13 países latino-americanos, a saber:

Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, México, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana e Uruguai.

A Costa Rica, que já havia aparecido na lista há 15 dias, foi excluída da lista atual.

Desde novembro do ano passado a Espanha exige dos passageiros que entram em sua jurisdição por via aérea ou marítima um teste PCR negativo em vigor por 72 horas antes da chegada, com origem no país sob risco de coronavírus. Além disso, os passageiros que chegam do Brasil e da África do Sul de qualquer aeroporto do país (de origem ou escala) terão que passar por uma quarentena obrigatória, a fim de evitar a propagação do vírus

A lista de zonas ou nações é verificada a cada 15 dias, para posteriormente ser atualizada com as revisões pertinentes em um período não superior a 7 dias, para que as transportadoras, agências de viagens e operadoras de turismo façam os ajustes necessários.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com