Enviados dos EUA, Japão e das duas Coréias se preparam para negociações

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nuclear north korea.png

29 de novembro de 2006

Enviados dos Estados Unidos da América, Japão, Coréia do Sul e Coréia do Norte já chegaram a Pequim. Aí eles combinaram a realização de uma reunião para negociar o programa de armas nucleares da Coréia do Norte.

O Departamento de Estado dos EUA afirmou que uma reunião entre Christopher Hill, negociador dos EUA, e o vice-ministro das relações exteriores norte-coreano Kim Kye Gwan é uma "possibilidade em aberto".

Kim Kye Gwan, indicou que a iniciativa para negociações devem ser tomadas pelos Estados Unidos e que a Coréia está pronta para negociar a qualquer hora. Ele disse que a Coréia do Norte está numa "situação digna" como provou através de seu teste nuclear que mostrou que o país pode se defender adequadamente contra sanções e outras pressões.

Quaisquer reuniões entre os enviados serão informais e, de acordo com o Chun Yung-woo o enviado de sul-coreano, se concentrará em preparar o chão para negociações e não tratar os assuntos diretamente.

Christopher Hill disse "O assunto para nós é ter certeza que nós estamos extremamente bem planejados e prontos para as negociações, que nós prevemos que acontecerá em algum momento muito em breve."

Espera-se que as negociações sirvam para discutir assuntos como as sanções econômicas americanas contra a Coréia do Norte, o recente teste nuclear subterrâneo da Coréia do Norte e o desenvolvimento de mísseis balísticos de longo alcance pelos norte-coreanos.

Fontes