Emigrantes angolanos querem votar em 2017

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Angola.

Agência VOA

Pedido com duas mil assinaturas será entregue ao presidente do Parlamento e aos partidos políticos.

25 de fevereiro de 2015

Cidadãos angolanos residentes no exterior do país vão apresentar ao Parlamento uma proposta para exercerem o seu direito de voto nas próximas eleições. Uma comissão composta por emigrantes radicados no Reino Unido, Bélgica, Portugal e França está em Luanda para manter encontros com entidades no país.

Os subscritores da iniciativa pretendem pressionar as autoridades angolanas a alterar a lei no sentido de permitir aos angolanos residentes no estrangeiro a votar em 2017.

A iniciativa é encabeçada por representantes das comunidades de Portugal, Bélgica e França, como disse à VOA António Correia, um dos subscritores da proposta: “Vós viemos entregar aos presidentes de partidos políticos e ao presidente da Assembleia Nacional um conjunto de assinaturas para permitir aos angolanos residentes no estrangeiros votarem em 2017”.

Correia disse ainda que ter vários encontros, entre eles com o presidente da Assembleia Nacional, que poderá culminar numa conferência de imprensa sobre o assunto.

De recordar que no dia 29 de Janeiro foi aprovada na generalidade a proposta de Lei do Registro Eleitoral com 136 votos a favor e 35 contra, que exclui os angolanos no estrangeiro de votarem nas eleições no país.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati