Emigrantes angolanos querem votar em 2017

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Angola.

Agência VOA

Pedido com duas mil assinaturas será entregue ao presidente do Parlamento e aos partidos políticos.

25 de fevereiro de 2015

Cidadãos angolanos residentes no exterior do país vão apresentar ao Parlamento uma proposta para exercerem o seu direito de voto nas próximas eleições. Uma comissão composta por emigrantes radicados no Reino Unido, Bélgica, Portugal e França está em Luanda para manter encontros com entidades no país.

Os subscritores da iniciativa pretendem pressionar as autoridades angolanas a alterar a lei no sentido de permitir aos angolanos residentes no estrangeiro a votar em 2017.

A iniciativa é encabeçada por representantes das comunidades de Portugal, Bélgica e França, como disse à VOA António Correia, um dos subscritores da proposta: “Vós viemos entregar aos presidentes de partidos políticos e ao presidente da Assembleia Nacional um conjunto de assinaturas para permitir aos angolanos residentes no estrangeiros votarem em 2017”.

Correia disse ainda que ter vários encontros, entre eles com o presidente da Assembleia Nacional, que poderá culminar numa conferência de imprensa sobre o assunto.

De recordar que no dia 29 de Janeiro foi aprovada na generalidade a proposta de Lei do Registro Eleitoral com 136 votos a favor e 35 contra, que exclui os angolanos no estrangeiro de votarem nas eleições no país.

Fonte

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati