Embate entre Akufo-Addo e Mahama pela presidência no Gana

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

5 de dezembro de 2020

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

Cerca de 17 milhões de eleitores no Gana preparam-se para votar pelo terceiro embate entre dois políticos que lutam pela liderança do país.

Na segunda-feira, 7, Nana Akufo-Addo, do Novo Partido Patriótico (NPP), que procura um segundo mandato, e o seu antecessor John Mahama, do Congresso Nacional Democrático (NDC), medirão forças, mais uma vez, depois de terem feito o mesmo em 2012 e 2016.

Até agora, as pesquisas de intenção de voto apontam para uma ligeira vantagem de Akufo-Addo, no poder.

A nível do Parlamento, as sondagens indicam uma erosão na maioria do NPP.

Além de Akufo-Addo e Mahama, há mais 11 candidatos, entre eles três mulheres.

Principal produtor mundial de ouro e apontado como exemplo de democracia na África Ocidental, o Gana regista um alto nível de desemprego, os cidadãos queixam-se da falta de infraestruturas e de estradas deficientes, e a deficiente educação e saúde são temas que concentram a atenção dos eleitores.

Apesar da riqueza do país, há grandes regiões que vivem em extrema pobreza, sem água potável ou electricidade, principalmente no norte.

Em 2019, um inquérito do Afrobarómetro indicava que 53% dos cidadãos acreditavam que o nível de corrupção aumentou no país, um facto negativo para Akufo-Addo, enquanto Mahama tem contra ele os escândalos de corrupção, que contribuíram para que não conseguisse um segundo mandato em 2016.

Nota interessante é que, pela primeira vez, uma mulher concorre ao cargo de vice-presidente, precisamente ao lado de Mahama, a antiga ministra da Educação, Jane Naana Opoku-Agyemang.

Refira-se que o país tem uma tradição democrática forte sem qualquer violência pós-eleitoral.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit