Embaixador dos EUA em Maputo apela ao respeito pela Constituição

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência VOA

10 de dezembro de 2014

O embaixador dos Estados Unidos em Maputo condenou ontem (9) o uso de violência para alcançar o poder político e apelou ao diálogo e o respeito da Constituição para a manutenção da paz em Moçambique.

Douglas Griffiths, que falava em Vanduzi, província de Manica, centro de Moçambique, apelou ao respeito pela democracia.

“A nossa perspectiva é de Direito Constitucional, e a Constituição moçambicana é clara. Se temos uma eleição, e se várias pessoas tiverem dúvidas sobre os resultados têm instituições para fazer queixas”, precisou Douglas Griffiths, admitindo que as instituições do Estado têm estado a fazer o seu trabalho, de acordo com a imprensa moçambicana.

O diplomata falava durante uma visita do embaixador dos Estados Unidos para as Agências da ONU para a Alimentação e Agricultura, David Lene.

Recorde-se que o presidente da Renamo, Afonso Dhlakama, recusa aceitar os resultados eleições, mesmo depois do Conselho Constitucional ter rejeitado o recurso a pedir a anulação do pleito de 15 de Outubro.

Dhlakama, que ontem regressou a Maputo depois de uma semana no centro e norte do país, reiterou a sua proposta de criação de um Governo de gestão.

Na semana passada, o presidente da Renamo defendeu inclusive que deve ser ele a presidir Moçambique ou pelo menos as províncias em que ele ganhou nas eleições de Outubro.

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati