Em meio ao caos, Cruz Vermelha apoiará plano de vacinação na Venezuela

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de junho de 2021

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

A Cruz Vermelha venezuelana apoiará o plano de vacinação do país sul-americano contra o COVID-19, que iniciou uma nova fase há algumas semanas. O ministro da Saúde da Venezuela, Carlos Alvarado, fez o anúncio.

“Falamos com a família da Cruz Vermelha para o acompanhamento em 13 entidades na Venezuela. Vão se incorporar aos voluntários que têm na Cruz Vermelha, vão também nos acompanhar com paramédicos, com ambulâncias, com logística, com equipamentos”, explicou o responsável, acrescentando que até receberam convidados da Cruz Vermelha italiana para aconselhamento.

Horas depois, o movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho na Venezuela explicou que a organização havia sido "convocada" pelo governo para "participar do plano nacional de imunização".

O texto detalha que apoiarão os centros de vacinação “por meio do voluntariado e da oferta de assistência técnica quando necessário, conforme acordado com as autoridades locais e com base nos princípios e normas da assistência humanitária”.

O líder da oposição venezuelana, Juan Guiadó [reconhecido como presidente interino por mais de 50 países, incluindo os EUA], denuncia constantemente a falta de um plano estratégico por parte das autoridades sanitárias do país.

“Na Venezuela, o regime de Maduro ainda não tem plano de vacinação, apesar do esforço com a mesa técnica e da vacina AstraZeneca bloqueada pelo mecanismo COVAX. Esta é a nossa seleção, o país ainda mais vulnerável devido à arrogância de uma ditadura”, disse Guaidó, de sua conta no Twitter.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit