Em cerimônia com generais, Dilma destaca investimentos nas Forças Armadas

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de dezembro de 2014

Brasil

A presidenta Dilma Rousseff participou hoje (16) da cerimônia de apresentação de 117 oficiais-generais promovidos em 2014 nas três Forças: Exército, Marinha e Aeronáutica. Em um discurso de dois minutos, a presidenta cumprimentou os novos oficiais-generais e disse que seu governo tem investido na modernização dos meios operativos das Forças Armadas e na valorização da carreira militar.

“Com a política e a estratégia nacionais de defesa, o Brasil tem rumo certo na proteção de sua soberania, tema que interessa a todos os setores da sociedade brasileira e orienta a ênfase que temos dado à política de defesa. São essas as razões que me permitem afirmar que, ao concluir meu primeiro mandato, estamos mais seguros no ar, em terra e no mar”, avaliou.

Dilma disse que os novos oficiais-generais terão “papel de destaque na construção de um Brasil mais seguro, forte, justo e democrático”. Durante o breve discurso, Dilma não fez referências ao relatório da Comissão Nacional da Verdade, recebido na quarta-feira (10). O documento, resultado de dois anos e sete meses de trabalho do grupo, lista 377 agentes do Estado apontados como responsáveis por graves violações de direitos humanos durante a ditadura militar, entre eles, os cinco generais que presidiram a República no período (1964-1985).

Depois da cerimônia, a presidenta participará de um almoço de confraternização com os oficiais-generais no Clube da Aeronáutica, em Brasília. Dilma recebeu os novos oficiais-generais ao lado dos ministros da Defesa, Celso Amorim; do Gabinete de Segurança Institucional, José Elito Siqueira, e dos comandantes da Marinha, Júlio Soares de Moura Neto; do Exército, Enzo Peri; da Aeronáutica, Juniti Saito e do chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, José Carlos de Nardi.

Fontes

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati