EUA normalizam as relações entre Israel e Sudão

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

25 de outubro de 2020

O governo dos Estados Unidos liderou a decisão de Israel e Sudão de assinarem um tratado de "normalização das relações" entre os dois países, que mantêm uma relação "beligerante" há décadas.

“Os líderes concordaram em normalizar as relações entre o Sudão e Israel e pôr fim ao estado de beligerância entre as duas nações. Além disso, os líderes concordaram em iniciar as relações econômicas e comerciais, com foco inicial na agricultura”, anunciou a Casa Branca em um memorando.

O acordo de paz, embora não deva esperar o fim de um conflito totalmente armado, suaviza os princípios fundamentais da Resolução de Cartum, que foi adotada em 1 de setembro de 1967.

No artigo 3º da referida resolução, assinada por oito países da Liga Árabe, eles concordaram: sem paz, sem reconhecimento e sem negociações com o Estado de Israel.

De acordo com a Casa Branca, para a aprovação de sexta-feira, o presidente Donald Trump, o primeiro-ministro sudanês Abdalla Hamdok e o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu conversaram por telefone "para discutir o progresso histórico do Sudão em direção à democracia e oportunidades para promover a paz na região”.

Netanyahu chamou a decisão do governo sudanês de uma "nova era" para a região, dizendo: "Esta é uma nova era. Uma era de verdadeira paz. Uma paz que está se expandindo com outros países árabes".

A assinatura do tratado veio poucas horas depois que a Casa Branca anunciou que havia informado o Congresso sobre sua decisão de retirar o Sudão da lista de Patrocinadores do Terrorismo (SST).

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com