EUA acusa Maduro de chefiar o narcotráfico no hemisfério

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

16 de setembro de 2020

Bandeira da Venezuela
Outras notícias sobre a Venezuela
Localização da Venezuela
Localização da Venezuela

A Casa Branca afirmou nesta quarta-feira que Nicolás Maduro chefiava o narcotráfico no hemisfério, em um documento que lista 22 países considerados produtores de drogas ou que são usados ​​por traficantes de drogas para trazer seus produtos aos Estados Unidos.

O comunicado afirma que Venezuela e Bolívia não fizeram o suficiente para combater o narcotráfico. No caso da Bolívia, sim, Washington reconhece que a cooperação com as autoridades estadunidenses "aumentou" sob a presidência de Jeanine Áñez, que assumiu o cargo em 12 de novembro de 2019, após Evo Morales deixar o país.

Maduro foi acusado em março por um tribunal federal de narcoterrorismo e conspiração para contrabandear cocaína para os Estados Unidos. O Departamento de Estado anunciou então uma recompensa de US$ 15 milhões por informações que levassem à sua prisão.

Desta forma, Maduro foi colocado ao lado de vários funcionários de seu governo que foram acusados ​​ou sancionados pelo Ministério da Fazenda por crimes relacionados ao tráfico de drogas.

“Os Estados Unidos continuarão a apoiar o povo venezuelano, o presidente interino Juan Guaidó e a Assembleia Nacional eleita democraticamente”, disse Donald Trump no comunicado.

Os Estados Unidos “trabalharão com o governo interino da Venezuela para deter o tráfico de drogas e suprimir os elementos criminosos que exploraram este país. O narco-regime de Maduro deve enfrentar justiça por seus crimes”, acrescentou a nota.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:
Compartilhar via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via WhatsApp Compartilhe via Telegram Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Reddit.com