Dramaturgo Augusto Boal morre no Rio de Janeiro aos 78 anos

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2 de maio de 2009

Rio de janeiro, RJ, Brasil

O dramaturgo brasileiro Augusto Boal, de 78 anos, morreu hoje (2), às 2h40, no Hospital Samaritano, no Rio de janeiro, vítima de insuficiência respiratória. Boal sofria de leucemia e estava internado desde o dia 28 de abril, com infecção respiratória.

O corpo do dramaturgo foi levado para o Cemitério do Caju, na zona portuária da cidade, onde será cremado.

Nascido em 1931, no subúrbio carioca da Penha, Boal se formou em engenharia química e foi o fundador do Teatro do Oprimido. Já debilitado, recebeu em março deste ano o título de embaixador mundial do teatro, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Preso e exilado durante a ditadura militar em 1971, Boal retornou ao Brasil 15 anos depois, a convite do então secretário de Educação do estado do Rio de janeiro, Darcy Ribeiro.

Em 1986, criou em parceria com artistas populares o Centro de Teatro do Oprimido (CTO-Rio), para difundir seu método de dratamurgia no país. Hoje esse modelo teatral, que transforma o espectador em ator, é praticado em todo o mundo.

Fonte