Dilma parabeniza população do Rio por título de Patrimônio Cultural da Humanidade

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Agência Brasil

1 de julho de 2012

Brasil


Rio de Janeiro – A presidenta Dilma Rousseff parabenizou a população do Rio de Janeiro pelo título de Patrimônio Cultural da Humanidade como Paisagem Cultural Urbana, concedido hoje (1º), em votação na 36ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial, que está reunido em São Petersburgo, na Rússia, desde o dia 25 de junho.

Em nota divulgada pelo Palácio do Planalto, a presidenta disse considerar o reconhecimento do Rio como Patrimônio Cultural, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), “motivo de orgulho para todo o Brasil e um estímulo para que a cidade prossiga em sua trajetória de revitalização e crescimento, que tem melhorado a vida de seus habitantes. Com suas belezas naturais e a intervenção criativa do homem em sua paisagem urbana, o Rio encanta a todos que o visitam”.

Na manhã deste domingo, Dilma telefonou para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o prefeito da cidade do Rio, Eduardo Paes, para transmitir as congratulações pelo título, que, para ela, chega em um momento em que o Rio de Janeiro mostra ter competência e capacidade de gestão para sediar importantes eventos como a Rio+20, realizada há poucos dias, a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Também em nota, o Ministério das Relações Exteriores comemorou a escolha do Rio e disse que o governo brasileiro recebeu com satisfação a decisão. “A Unesco considerou ser o Rio de Janeiro exemplo único de interação entre o homem, a cidade e a natureza, resultando em conjunto de áreas públicas, jardins históricos, parques e monumentos naturais que conferem valor universal ao bem proposto, digno de ser partilhado por toda a humanidade e por todas as gerações, no presente e no futuro”, diz a nota.

O Itamaraty ressaltou o fato de que o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios avaliou “não constar, hoje, da Lista do Patrimônio Mundial qualquer paisagem cultural com a combinação de valores e atributos presentes no Rio de Janeiro”.

A candidatura Rio de Janeiro “Paisagens Cariocas entre o Mar e a Montanha” foi fruto de colaboração entre os ministérios das Relações Exteriores e da Cultura, o Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) e dos governos do estado e da cidade do Rio de Janeiro, conforme registrou o Itamaraty.

Fontes[editar]


Ver também[editar]

Compartilhe essa notícia: Shared via Email Compartilhe via Facebook Tweet essa reportagem Compartilhe via Google+ Compartilhe via LinkedIn Compartilhe via Digg.com Compartilhe via Newsvine Compartilhe via Reddit.com Share on stumbleupon.com Compartilhe via Technorati