Dilma diz que governo pode continuar sem terceiro mandato

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.

Agência Brasil

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, em entrevista na Base Aérea, após embarque do presidente Lula para uma viagem de nove dias a três países, em 15 de maio de 2009
Foto:Roosewelt Pinheiro/Agência Brasil

São Paulo, SP, Brasil • 6 de junho de 2009

Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram LinkedIn Reddit
Email Facebook Twitter WhatsApp Telegram

 

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, comentou hoje (6) em São Paulo sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) do Terceiro Mandato, de autoria do deputado Jackson Barreto (PMDB-SE), que abre caminho para um terceiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo ela, Lula tem razão quando afirma que a democracia brasileira é frágil e que por isso seria melhor haver alternância na presidência da República.

{{Quote|Olhamos e esperamos que num determinado momento entendam que não é isso o projeto do governo. O governo pode continuar sem ser terceiro mandato.|Dilama Roussef

Segundo ela, para o PT, mais importante do que um terceiro mandato de Lula é eleger um nome do partido. A PEC foi encaminhada à Comissão de Constituição e Justiça, pelo presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), na sexta-feira (5) para a análise de sua admissibilidade, ou seja, se não fere a Constituição.

Dilma está participando hoje de um almoço organizado pela ex-ministra do Turismo Marta Suplicy em São Paulo com a presença de 19 mulheres, entre elas Viviane Senna, a filósofa Marilena Chaui e as apresentadas Adriane Galisteu, Ana Maria Braga e Luciana Gimenez.

Fonte