Dez pessoas são indiciadas pela queda de avião da TAM

Origem: Wikinotícias, a fonte de notícias livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bombeiros temtam apagar o fogo no depósito da TAM no acidente ocorrido no dia 17 de julho de 2007
Foto:Nilson Mansilha

19 de novembro de 2008

São Paulo — A Polícia Civil de São Paulo concluiu o inquérito sobre o Acidente da TAM do Vôo 3054 ocorrido no dia 17 de julho de 2007 que matou 199 pessoas. Os acusados foram indiciados por atentado contra a segurança do transporte aéreo.

Foram indiciadas 10 pessoas, a ex-diretora da Agência Nacional de Aviação (Anac), Denise Abreu; o ex-diretor-presidente do órgão, Milton Zuanazzi; o ex-presidente da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero), José Carlos Pereira; os superintendentes da Anac Jorge Velozo, Luiz Kazumi e Marcos Santos; Abdel Salam, ex-gerente da TAM, Marco Castro, diretor da TAM e Esdras Ramos e Agnaldo Molina, funcionários da Infraero.

Se condenados, irão cumprir apenas seis anos de prisão. As assessorias da TAM e da Infraero preferiram não se pronunciar sobre a decisão da polícia.


Fontes